zonadecodigo.comzonadecodigo.com
NÉVOA OU NUVEM?
Armazenamento na "névoa" elimina os riscos do armazenamento na "nuvem"
Duas especialistas em ciência da informação italianas estão propondo um novo conceito para o armazenamento remoto e distribuído de documentos que pode manter todos os benefícios da computação em nuvem, mas sem os problemas de segurança envolvidos em colocar seus documentos sensíveis em um único servidor remoto. Em lugar do armazenamento na "nuvem", é melhor armazenar os arquivos na "névoa", propõem Rosario Culmone e Maria Concetta De Vivo, da Universidade de Camerino.
Elas lembram que os aspectos tecnológicos e regulatórios - a legislação de cada país - da computação em nuvem oferecem oportunidades e riscos. Ter seus arquivos hospedados em servidores remotos dispensa o investimento em hardware e torna os arquivos acessíveis aos usuários remotos de forma mais eficiente. No entanto, há lacunas na segurança e na acessibilidade dos arquivos na nuvem.

Foi por isso que elas se voltaram para outra metáfora meteorológica - a névoa, ou neblina - para propor um conceito que torna qualquer arquivo inteiramente imaterial, em vez de localizá-lo em um único servidor. É essa "diluição" dos dados que diminui a densidade da nuvem, tornando-a uma mera neblina.

Armazenamento em névoa

No armazenamento em névoa, os arquivos são distribuídos em uma rede pública ou privada e, portanto, não têm um endereço único. Desta forma, não há um único servidor que possa ser alvo para os hackers e, portanto, apenas os usuários legítimos podem acessá-los. A computação em névoa poderia contornar os problemas de segurança e questões legais, colocando os arquivos fora do alcance dos bisbilhoteiros - e também das autoridades.

"Nossa proposta é baseada nesta ideia de um serviço que torna a informação completamente imaterial, no sentido de que, por um determinado período de tempo, não há um lugar na Terra que contenha as informações completas em sua totalidade," escreve a dupla.

Elas explicam que a solução é baseada em um serviço distribuído - a névoa - que usa protocolos de rede padrão de uma maneira não convencional, explorando "buffers virtuais" em roteadores da internet para deslocar pacotes de dados continuamente, sem que um arquivo chegue a ser gravado em sua totalidade em um único servidor.

É como se você estivesse enviando uma carta com um mecanismo de rastreamento de correspondência, mas com um endereço incompleto que simplesmente a envia de uma agência dos correios para outra, seguidamente, nunca sendo entregue.

Bibliografia:

Vanishing files: protocols and regulations for immaterial documents
Rosario Culmone, Maria Concetta De Vivo
International Journal of Electronic Security and Digital Forensics
Vol.: 9, No. 1, 2017 45-61
Comentar artigo



Esta fibra óptica deveria pagar royalties a Einstein

IBM lançará computador quântico comercial

Construção de computador quântico é radicalmente simplificada

Depois da Inteligência Artificial, vem aí a Inteligência Paralela

Computador de DNA consegue identificar doenças

Chips de memória viram processadores com computação ternária

Como fazer softwares com menos bugs

Primeiros ensaios de games estilo Matrix: console é o cérebro.

SpaceX quer lançar mais satélites do que já existe em órbita

Detectada estranha propriedade quântica do espaço interestelar

Nasce um novo tipo de computador

Linguagem de programação para computadores com energia intermitente

Primeira tela holográfica realística, com 3D em 360º

As vacâncias de nitrogênio, defeitos em escala atômica no interior dos diamantes, vêm sendo usadas como qubits de computadores quânticos há algum tempo.

Memória neuromórfica TRAM para cérebros eletrônicos

Como a Inteligência Artificial afetará vida urbana em 2030

Hardware substitui software e dobra velocidade de processadores

Luz ambiente enxerga tudo o que você faz

Dinheiro de plástico: a derrocada dos incautos

Uma "varinha mágica" digital promete melhorar a segurança no acesso a redes sem fio.

México torna-se pioneiro em internet por luz

Ao invés de entretenimento, a Microsoft está interessada em levar o escritório para os carros, para a alegria de quem trabalha em movimento

Ao invés de entretenimento, a Microsoft está interessada em levar o escritório para os carros, para a alegria de quem trabalha em movimento

Interação física com a realidade virtual

Bíblia é usada para desenvolver tecnologias de idiomas

Óculos de realidade virtual sem dor de cabeça e sem enjoo

O memcomputador faz componentes eletrônicos que conseguem guardar dados e podem ser usados para cálculos, tudo simultaneamente.

Chip implantado na pele monitora glicose e colesterol

Dois estudantes do MIT Media Lab criaram uma interface pessoal que transforma a unha do usuário em um touchpad sem fio.

Ela é capaz de capturar 25 imagens em sequência, com intervalos na casa dos femtossegundos

Teclado reconhece o usuário pelo estilo de digitação.

Carros ganham tecnologia da informação de código livre

Tatuagem eletrônica comanda celulares e computadores

Telas de enrolar é uma realidade, mas quando chegarão ao mercado?

Primeiro edifício do mundo montado à partir de uma impressora 3D

Em 30 de junho, será acrescido um segundo ao Tempo Universal Coordenado (UTC)

Físicos conseguiram manter dados quânticos gravados, acessíveis e íntegros por um tempo recorde de seis horas.

XP ainda continua sendo o 2º sistema operacional mais utilizado no mundo.

Internet banda larga em aviões integrará todas as conectividades.

Software criar ritmo musical de acordo com os movimentos